Ivan Ordine Righi

47



Nasceu em Curitiba a 16 de agosto de 1939. Filho de Domingos Moreira Righi e Lady Ordine Righi. 

Bacharelou-se em Direito na Universidade Federal do Paraná em fevereiro de 1964, classificando-se em primeiro lugar na sua turma e obtendo os seguintes prêmios: Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná, Hugo Simas, Ruy Barbosa e Professor Enéas Marques dos Santos. Efetuou Curso de Especialização em Direito Processual Civil, na Universitá degli studi di Milano, nos anos de 1968-69, sob a orientação do Professor Enrico Tullio Liebman, sendo aprovado com nota máxima e louvor. Realizou vários cursos de extensão, dentre os quais destacam-se: Classificação Científica das Ações e das Sentenças, proferido pelo Embaixador Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda; e, como colaborador, da 5.ª Semana de Estudos Jurídicos, realizado em Manaus (AM). 

Em 1966, prestou concurso para Auxiliar de Ensino e, depois, em 1970, para Professor Assistente da cadeira de Direito Processual Civil, na Universidade Federal do Paraná, sendo aprovado com as médias 8,91 e 9,16, respectivamente. Após, obteve promoção ao cargo de Professor Adjunto. Em 1977, foi designado, pelo período de dois anos, para exercer as funções de Sub-Chefe do Departamento de Direito Civil e Processual Civil, do Setor de Ciências Sociais Aplicadas. 

Integrou o Ministério Público do Paraná, ingressando, no ano de 1970, na carreira mediante concurso em que alcançou o primeiro lugar. Percorreu as comarcas de Campo Largo, Cruzeiro do Oeste, Toledo e Lapa. Recebeu sucessivas promoções, por merecimento, até chegar ao cargo de Procurador da Justiça em 17 de janeiro de 1980. 

Exerceu os cargos em comissão de Procurador-Geral da Justiça do Estado, em 1971, nomeado pelo Decreto n.º 41; Procurador Fiscal do Estado, no ano de 1975; e Procurador Geral do Estado, em 1979. 

Exerceu o cargo de Juiz do Tribunal de Alçada, para o qual fora nomeado pelo Decreto Governamental n.º 4.827, de 12 de fevereiro de 1982, em vaga destinada ao Ministério Público. Promovido ao cargo de Desembargador pelo Decreto Judiciário n.º 136, de 17 de fevereiro de 1989, tomou posse a 3 de março daquele ano. 

Integrou a Comissão de Adaptação da Constituição estadual, em 1969. Publicou trabalhos jurídicos sobre Coisa Julgada em Mandado de Segurança (Revista dos Tribunais, vol. 427, pág. 21), Intervenção do Ministério Público nas Ações de Desapropriação (Revista Forense, vol. 261, pág. 105), Ação Popular (Revista do Instituto dos Advogados do Paraná, vol. 5, pág. 189), Eficácia Probatória do Comportamento das Partes (Revista Brasileira de Direito processual, vol. 35, pág. 69), e L’efficacia probatória del comportamento delle parti nel processo civile brasiliano (Rivista di diritto processuale, 1988, pág. 137). Proferiu diversas conferências. 

Era casado com Yara Camargo Righi. 

Faleceu em 5 de dezembro de 1991.

 

 

 


Atualização:
Mauro D. Santos - Assessor Histórico
Fone: 041-32504741 - 88154066
Email: memorial@mp.pr.gov.br




Recomendar esta página via e-mail: